Mapeamento e caracterização do meio físico de Araxá – MG, utilizando técnicas de geoprocessamento

Maria Beatriz Brandão Rocha, Hildor José Seer

Resumo


Este trabalho teve como objetivo realizar um levantamento do meio físico do município de Araxá – MG, a partir de técnicas de Geoprocessamento. O município de Araxá está localizado na Macrorregião do Alto Paranaíba no Estado de Minas Gerais. Como base do estudo foram utilizadas folhas topográficas do IBGE de 1970 e imagens do satélite CCD/CBERS 2 de 2005.  A análise do meio físico foi realizada a partir dos temas curvas de nível, drenagem e limites do município, que possibilitaram elaborar os mapas temáticos das sub- acias hidrográficas, declividade do terreno e hipsometria. A interpretação das imagens de satélite, associada ao mapeamento geomorfológico e geológico deram suporte à elaboração dos mapas geomorfológico e geológico. A partir da análise dos dados, pode-se verificar que o município é composto por 10 sub-bacias hidrográficas, sendo que as Sub- acias dos Ribeirões do Inferno e Marmelo são as maiores, ocupando aproximadamente 42% da área. Na maior parte do município predominam as declividades superiores a 8%. O grau de entalhamento dos vales varia de fraco a forte e a dimensão interfluvial varia de média a pequena. Há um predomínio das altitudes entre 900 e 1200m. Os dados oriundos dos mapas e das tabelas de cruzamento de mapas possibilitaram analisar o meio físico. Concluiu-se que terrenos com altas declividades, associados a rochas mais resistentes ao intemperismo, como quartzito e granito, configuram relevos mais movimentados, ao passo que terrenos com baixas declividades, onde as rochas são menos resistentes ao intemperismo, permitem a implantação de relevos mais suavizados.


Palavras-chave


GEOPROCESSAMENTO; FISIOGRAFIA; MAPEAMENTO; SIG; ARAXÁ

Texto completo:

PDF


ISSN Impresso: 1414 - 5057

ISSN Eletrônico: 2317 - 7756