A natureza do espaço urbano: formação e transformação de territórios

Erika Jorge Rodrigues da Cunha, Celina Borges Lemos

Resumo


Este artigo dedica-se à investigação da natureza do espaço urbano a partir do processo de formação e transformação dos territórios citadinos ocidentais em sua trajetória histórica. Objetiva prospectar a consistência teórica de uma crise  instalada na transição da Idade Média para a Moderna que, segundo Lewis Mumford e Henri Lefèbvre, teria levado à perda da orientação humana na produção dos espaços urbanos. Volta-se, sobretudo, à realidade que circunda o ponto inflexão configurado pelo século XVI e às conseqüências sociais e espaciais determinadas por ele na conformação de cidades. Refuta assim, a hipótese de tal perda revelando ter havido a diminuição do esforço crítico de compreensão das cidades na contemporaneidade simultaneamente à multiplicação de tempos e espaços que criam novas formas de vida e fazem com que a geografia urbana se imponha à construção intencional da história.


Palavras-chave


ESPAÇO URBANO; URBANIZAÇÃO; CIDADE

Texto completo:

PDF


ISSN Impresso: 1414 - 5057

ISSN Eletrônico: 2317 - 7756