O trabalho dividido

Solange Ferreira dos Santos, Marília Gomes de Carvalho

Resumo


O presente artigo está dividido em três partes. Na primeira parte, considera-se pertinente uma breve contextualização histórica, seguida de algumas idéias  e conceitos sobre a essência do trabalho, utilizando-se da teoria de autores como Engles, Marx, Lucáks em seu contexto histórico e cultural. Na segunda parte, à luz de autores como Max Weber, Perrot, Scott e outros tentaremos explanar algumas idéias sobre a inserção da figura da mulher na vida pública, especificamente no mercado de trabalho e o processo pelo qual as atividades passaram a ser específica do sexo, legitimando assim, o trabalho dele e o trabalho dela. Na terceira e última parte, deste artigo discorre sobre a importância dos estudos de gênero e sobre a profissionalização feminina. Elas estão presentes,  na academia, nos cursos profissionais e técnicos, as distribuídas, em áreas consideradas femininas. Sendo assim, as desigualdades, ainda, persistem no mundo do  trabalho e nas relações sociais.


Palavras-chave


TRABALHO; EDUCAÇÃO PROFISSIONAL FEMININA; GÊNERO

Texto completo:

PDF


ISSN Impresso: 1414 - 5057

ISSN Eletrônico: 2317 - 7756