Do fordismo à acumulação flexível: uma análise sobre as mudanças nos papéis dos atores sociais relevantes

Elaine Linhares de Assis Guerra

Resumo


Este artigo pretende enfatizar as mudanças nos papéis dos atores sociais relevantes, ou seja, do Estado, do capital e dos trabalhadores, ocorridas no bojo dos modelos de acumulação, entre o período conhecido como fordismo e a atual fase denominada “acumulação flexível”.


Palavras-chave


FORDISMO; ACUMULAÇÃO FLEXÍVEL; ESTADO; CAPITAL; CLASSE DOS TRABALHADORES

Texto completo:

PDF


ISSN Impresso: 1414 - 5057

ISSN Eletrônico: 2317 - 7756