Modelagem matemática das curvas de fluxo na austenita em compressão / torção para um aço ARBL

José Rubens Gonçalves Carneiro, Júlio Márcio Silveira e Silva, Jefferson José Vilela, Rodrigo Santiago Coelho, Vicente Paulo Nonato Júnior, Henrique de Abreu Demolinari, Ronaldo A. N. Barbosa

Resumo


A previsão de carga durante a laminação a quente requer a modelagem precisa das curvas tensão - deformação. Amostras de aços ARBL ao nióbio foram deformadas em compressão e torção em taxas de deformação 0,1, 1,0 e 10s^-1 em temperaturas de 1050, 1000, 950, 900 e 850°C. A determinação precisa da tensão de escoamento e da deformação crítica para recristalização dinâmica merece estudo posterior. Observou-se que o modelo de CINGARA et al. (1987), relatado na literatura, forneceu uma boa aproximação à forma das curvas experimentais em compressão e torção na região da curva correspondente à recuperação dinâmica. O parâmetro “c” do modelo de Cingara foi constante com o parâmetro de Zener-Hollomon e dependeu da presença de carbono e nióbio na liga. Tal fato se justifica devido à precipitação dinâmica destas ligas que ocorre em baixas taxas de deformação e temperatura para deformação a quente.


Texto completo:

PDF


ISSN Impresso: 1414 - 5057

ISSN Eletrônico: 2317 - 7756