Linguística de corpus e métodos estatísticos: um estudo sobre os modos verbais indicativo e subjuntivo em espanhol

Iandra Maria da Silva

Resumo


Este artigo discute o uso dos modos indicativo e subjuntivo do espanhol em orações substantivas precedidas de negação. A discussão concentra-se em torno de 268 dados de jornais eletrônicos da imprensa escrita de vinte países de língua hispânica, coletados durante o ano de 2005 e obtidos por meio de uma concordância aleatória do programa WordSmith (MIKESCOTT, 1998). O objetivo último de tal discussão é verificar a relevência das variáveis: tipo de verbo, modalidade e locutor, como fatores significativos na escolha de um dos modos. Para tanto, com o intuito de tornar a análise confiável, conta-se com a ajuda do programa computacional SPSS 10.0 FOR WINDOWS e de dois métodos estatísticos (qui-quadrado e coeficiente de contingência de Goodman e Kruskal) para verificação da associação entre as variáveis categorizadas. As frequências de uso apontam resultados expressivos na associação entre várias propostas.


Palavras-chave


MODO VERBAL; LINGUÍSTICA DE CORPUS; PROGRAMAS COMPUTACIONAIS; TESTES ESTATÍSTICOS

Texto completo:

PDF


ISSN Impresso: 1414 - 5057

ISSN Eletrônico: 2317 - 7756