Tratamento didático dos erros: localização, identificação e correção

Maria Luisa Perdigão Diz Ramos, Edda Curi

Resumo


Analisar a produção escrita dos alunos tem se tornado uma estratégia de tratamento dos erros, usando o lado construtivo e criativo desses enganos, a fim de minimizar as dificuldades em dada produção. Nesse contexto, o presente artigo tem como objetivo descrever as três fases do tratamento didático dos erros – localização, identificação e correção – em uma questão da avaliação de Sistemas Digitais que abrange contadores assíncronos. A investigação de cunho qualitativo foi realizada por meio da análise de conteúdo, empregando categorias de erros, em uma avaliação bimestral aplicada a 40 alunos do 1º ano do curso técnico de uma escola pública de Minas Gerais. A metodologia utilizada na primeira etapa foi classificação e análise de conteúdo realizada após a localização e a identificação dos erros; na segunda etapa, identificação, descrição e correção dos erros por meio da interação alunoaluno e professor-aluno; e, na última etapa, utilização do software Electronic Workbench – EWB para confirmação da correção realizada. Com o resultado, foi possível constatar que a maioria dos alunos apresentou dificuldades no esboço das curvas Qb e Qc do contador, sendo essas dificuldades superadas com a aprendizagem colaborativa realizada pela interação entre alunos, entre professor-aluno e pelo uso de software específico.

 


Palavras-chave


Tratamento dos erros. Interação. Software EWB.

Texto completo:

PDF


ISSN Impresso: 1414 - 5057

ISSN Eletrônico: 2317 - 7756