Revisão linguística: processo de tradução intralingual

Gehilde Reis Paula de Moura

Resumo


Este trabalho pretende mostrar que a revisão linguística pode ser entendida como um processo de tradução intralingual. Para chegarmos a esse ponto de vista, baseamos nosso estudo em teorias de análise de discurso e tradução e também em teorias sobre retextualização. Analisamos alterações ocorridas no registro linguístico de duas apostilas didáticas para o ensino profissional de nível técnico. A teoria nos fez entender que para alteração do registro linguístico, trabalho realizado por um revisor, a priori, é necessário compreender o que se vai alterar; outro ponto entendido foi que o conceito de tradução como equivalência de sistemas linguísticos deve ser expandido para a noção de tradução como a noção de equivalência de registros linguísticos. Assim sendo, no cotejo hipotexto com hipertexto, evidenciamos o uso, pelo revisor, de estratégias linguísticas que alteraram o registro para apurar o gênero didático a fim de deixá-lo mais apropriado à finalidade do ensino profissional.

 


Palavras-chave


Revisão. Tradução. Registro linguístico. Gênero didático.

Texto completo:

PDF


ISSN Impresso: 1414 - 5057

ISSN Eletrônico: 2317 - 7756