A relação entre técnica e crítica: dominação ou emancipação?

Denilson de Cássio Silva

Resumo


O artigo tem como objeto de estudo a relação entre técnica e crítica na sociedade moderna, com ênfase nas manifestações de dominação e de emancipação. Intenta-se diagnosticar e compreender como a técnica ou a tecnociência submete-se ao exercício do poder político e social, curvando-se às forças mercadológico-administrativas e, ao mesmo tempo, reveste-se de potencialidade para a promoção da autonomia. É levantada a hipótese de que a técnica moderna apresenta um campo de tensão em que a crítica atua ou deve atuar como elemento indispensável de ampliação dos valores humanos. A metodologia baseia-se no levantamento bibliográfico e na efetivação de uma discussão concatenada à teoria crítica da sociedade. Os resultados, embora incipientes, são constituídos pela reavaliação do debate em pauta e pela perspectiva de desdobramento do estudo. Como conclusão, é sublinhado que a técnica constitui-se como fenômeno dinâmico, ligado a diversas instâncias, não apresentando, exclusivamente, um fundamento nocivo à liberdade humana e ainda menos um caráter, intrinsecamente, benéfico. Logo, é na interação entre técnica e crítica que se situa o âmago do problema da tecnicização, da dominação e da emancipação da sociedade moderna.


Palavras-chave


Técnica. Crítica. Dominação. Emancipação.

Texto completo:

PDF


ISSN Impresso: 1414 - 5057

ISSN Eletrônico: 2317 - 7756