SOFTWARES SOCIAIS E SAÚDE: O USO DAS TECNOLOGIAS EM REDES PELOS SURDOS NO MUNDO DOS OUVINTES

Edilena da Silva Frazão Sausen, Sônia Cristina Soares Dias Vermelho, Ana Paula Machado Velho

Resumo


Este artigo traz o resultado de pesquisa realizada com um grupo de surdos sobre o uso das redes sociais digitais. Participaram da pesquisa 12 surdos, que estudam pós-graduação numa instituição federal do sul do Brasil, com idade entre 25 a 43 anos. O contato foi feito por meio de entrevista.  As conversas foram feitas em Língua de Sinais, filmadas e, posteriormente, traduzidas e submetidas à Análise de Conteúdo.  Com o resultado da pesquisa, foi possível observar que os surdos vêm usando essas ferramentas entre eles, com apoio maior de webcams para se expressarem em LIBRAS, visto que têm dificuldade de se comunicar com os ouvintes que, por sua vez, utilizam, principalmente, a Língua Portuguesa escrita. Com isso, o ambiente híbrido dos softwares sociais ainda possui barreiras linguísticas que separam surdos e ouvintes, comprometendo a inserção social entre os dois grupos.


Palavras-chave


Comunicação. Educação. Tecnologia.

Texto completo:

PDF


ISSN Impresso: 1414 - 5057

ISSN Eletrônico: 2317 - 7756