IMPORTÂNCIA DO USO DA TÉCNICA ADEQUADA DE ANÁLISE GRANULOMÉTRICA PARA CARACTERIZAÇÃO DO MINÉRIO FOSFÁTICO FINO

Michelly dos Santos Oliveira, Luís Alberto Silva, Luciana Pereira Alves

Resumo


Atualmente existem diversas técnicas para a análise granulométrica de minérios. A escolha do método a ser utilizado está vinculada a fatores como: o tipo de medida desejada, as dimensões das partículas, os custos, o tempo gasto, a qualidade amostral, a frequência da análise e o grau de automatização. Sendo assim, o objetivo deste trabalho foi analisar as técnicas de análise granulométrica: peneiramento, a seco e a úmido, e difração laser em amostras de minério fosfático fino. Além disso, demonstrar se cada técnica é adequada para uma faixa granulométrica e possui restrições que devem ser observadas. Os resultados evidenciaram que o peneiramento a úmido foi mais indicado que o peneiramento a seco para o minério estudado em razão da alta porcentagem de finos da amostra. A atrição mostrou-se necessária antes da realização dos testes de peneiramento, pois o recobrimento das partículas grossas pelas lamas (ultrafinas) é um fator que prejudica a técnica e, consequentemente, etapas posteriores do beneficiamento de minérios. O ensaio por difração laser se mostrou eficaz para medição de partículas de diâmetros pequenos. 


Palavras-chave


Análise granulométrica. Peneiramento. Fosfato. Atrição. Difração laser.

Texto completo:

PDF


ISSN Impresso: 1414 - 5057

ISSN Eletrônico: 2317 - 7756