A Inserção das novas tecnologias como aparato auxiliar em projetos de ensino semi-presencial na educação tecnológica: o caso da FATEC Comércio de Belo Horizonte

Mara Márcia R. Ávila Amaral, José Wilson da Costa

Resumo


O espaço da sala de aula tem se tornado insuficiente e limitado para atender à formação profissional de trabalhadores pensantes e flexíveis, capazes de interagir criticamente na sociedade globalizada. O profissional do mundo contemporâneo não pode mais ter uma educação tecnológica que apenas o habilite a executar tarefas em um posto de trabalho. É necessário repensar a educação, planejar e transformar o ensino-aprendizagem nesse novo contexto. As novas tecnologias de informação e comunicação têm-se tornado valiosas no estabelecimento de espaços diferenciados de aprendizagem e na recriação de práticas educacionais. Os ambientes virtuais de aprendizagem permitem, entre outras aplicações, a comunicação à distância, o enriquecimento de pesquisas educacionais, o uso de imagens, sons, textos ligados aos conteúdos escolares, a comunicação entre os alunos, a divulgação de suas descobertas. Baseando nesses pressupostos teóricos, o presente trabalho de pesquisa objetiva analisar as formas de incorporação das novas tecnologias de informação e comunicação, a partir dos ambientes virtuais de aprendizagem, bem como analisar as dificuldades e facilidades percebidas no processo de incorporação dessas tecnologias no ensino semi-presencial, em cursos superiores tecnológicos. Nessa perspectiva, são apresentadas uma descrição e uma análise da Implantação do ensino semi-presencial em uma unidade de ensino tecnológico, integrando tempo e espaço, flexibilizando o currículo e destacando a importância dos ambientes virtuais de aprendizagem e da abordagem pedagógica construtivista-interacionista.


Palavras-chave


AMBIENTES VIRTUAIS DE APRENDIZAGEM; EDUCAÇÃO TECNOLÓGICA; EDUCAÇÃO SEMI-PRESENCIAL

Texto completo:

PDF


ISSN Impresso: 1414 - 5057

ISSN Eletrônico: 2317 - 7756