Bacon, o ensino de ciências e a Metodologia de Projetos

Laila D. dos Santos, Fábio Wellington Orlando da Silva

Resumo


O objetivo deste trabalho é comparar as sugestões de Bacon para o ensino de Ciências com algumas concepções atuais. Bacon, no século XVII, contribuiu para a criação da ciência moderna e para a reforma educacional. Ele propôs uma universidade em que se priorizasse a criação, a reflexão, a associação teórico-prática e a construção coletiva do conhecimento, ou seja, o fazer e o refletir sobre o próprio fazer. Do ponto de vista pedagógico, preconizava o cultivo da dúvida sistemática, a participação ativa do discente no processo ensino-aprendizagem, a visualização das salas de aula como laboratórios, a consciência da necessária reconstrução da Ciência e o abandono da vaidade individual em favor do crescimento científico. Esses conceitos permanecem atuais e inspiram o ensino de ciências, encontrando-se em propostas recentes para a renovação do ensino, como a metodologia de projetos.


Palavras-chave


ENSINO DE CIÊNCIAS; ENSINO E PESQUISA; FRANCIS BACON; METODOLOGIA DE PROJETOS

Texto completo:

PDF


ISSN Impresso: 1414 - 5057

ISSN Eletrônico: 2317 - 7756