RESSIGNIFICAÇÃO DO CONCEITO DE AUTONOMIA PARA SE PENSAR A AUTONOMIA DOCENTE NO CONTEXTO DE TRANSIÇÃO DE POLÍTICAS DE EDUCAÇÃO EM MINAS GERAIS

Matusalém de Brito Duarte, Rháisa Gonçalves Silva

Resumo


O artigo tem como objetivo analisar o conceito de autonomia no contexto de transição entre governos, em que o anterior desenvolvia o programa “Choque de Gestão” e o novo governo de MG, a partir do diálogo entre entrevistas com doze professores de uma rede estadual e pensadores como Deleuze, Bauman, Contreras e Paulo Freire, de modo a ressignificar tal conceito para se pensar a educação escolar. Verificamos quatro eixos que são pontos- chave para se repensar o conceito para uma prática potencializadora da mesma: a problematização dos efeitos da (sobre)responsabilização, a necessidade de superação de uma territorialização do trabalho como estratégia de resistências negativas, a importância da valorização profissional nas esferas econômica e social e a construção de uma nova sociedade que se debruce sobre os efeitos da produção de desconfianças e resistências.


Palavras-chave


Educação Básica. Autonomia. Trabalho docente.

Texto completo:

PDF


ISSN Impresso: 1414 - 5057

ISSN Eletrônico: 2317 - 7756